Seguidores

sábado, 31 de maio de 2014

POEMA " PENSANDO EM NÃO TE PERDER"


PENSANDO EM NÃO TE PERDER
Autora: Profª Lourdes Duarte

A noite chaga, depois de um dia quente de verão
Sinto que a cada minuto que passa,
A saudade vem como uma tempestade
Atordoando-me e sufocando meu coração.


Tua voz tão linda ecoa como sussurro em meus ouvidos,
E a solidão vem me sufocar nesta noite vazia
quando vejo o tempo passar em vão
Sinto a tua falta a me maltratar.


Fecho os olhos tristonhos , mais uma noite
Que irei te sentir em sonho
Sufocada pela saudade e um desejo que inflama.


Aqui neste quarto, frio e silencioso
Lá fora a chuva cai molhando a terra
E o que sinto, me faz viver pensando em não te perder.


PALAVRAS PODE NÃO DIZER O QUE O CORAÇÃO SENTE...





Palavras podem não dizer o que o coração sente, mas fazem sentir o que o coração diz. Como diz Gotthold  "Quando o coração pode falar, não há necessidade de preparar o discurso." Ele fala bem mais alto, basta ter sensibilidade para ouvir.


 Profª Lourdes Duarte

O CORAÇÃO É UMA RIQUEZA...





O que muitas vezes é impossível  alcançar  com as mãos,  consegue com o coração. O coração é uma riqueza que não se vende, mais  se  doa por amor.


Profª Lourdes Duarte

quinta-feira, 29 de maio de 2014

DIAS ESCUROS E SOMBRIOS





Nem todo o dia escuro e sombrio significa tristeza e amargura. Lembre-se, “Das mais escuras nuvens cai água clara e fertilizante”.

          Não importa a cor do céu, quem faz o dia ficar bonito é você.
 



Profª Lourdes Duarte


O TEMPO PODE SARAR AS FERIDAS





O tempo pode sarar as feridas ou torná-las eternas. Quando sentir vontade de falar eu te amo, fale, quando for magoado, reclame,  quando sentir vontade de  chorar, chore, quando  estiver alegre, sorria, não guarde dentro de si, sentimentos  eles não  foram feitos para
serem escondidos e nem muito menos sufocados.


Profª Lourdes Duarte


domingo, 25 de maio de 2014

POESIA "RAIOS DE LUA"




RAIOS DE LUA
Profª Lourdes Duarte


Vejo ao longe a luz crepuscular
Enfeitando novas paisagens que magia
Prelúdio de mais um dia que termina
Pintura singela das mãos Divina.


Com o cair da noite o céu se ilumina
Estrelas brilham no firmamento
Cintilantes como diamantes
Luz de uma tela que transcende o universo.


Pousa e repousa novamente na terra
A luz de uma lua cheia, suave sobre o mundo
Prateando os campos com seus lindos raios
Atenuando o escuro profundo da noite.


Ouve-se em plena floresta o coaxar noturno
Do céu alto e profundo a lua irradia com sua luz
Como um pássaro branco e silencioso
As densas e frescas folhagens e ninhos dos animais.


É a grande noite de um céu limpo e translúcido
Após um dia árduo e cheio de recordações
Descanso para muitos que nela repousa
Embalados pela luz da lua cheia
Que com seu véu prateado cobre a terra.