Seguidores

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

POESIA LÁGRIMAS DE AMOR Autora: Profª Lourdes Duarte



LÁGRIMAS DE AMOR
Autora Profª Lourdes Duarte

 
As lágrimas que choro, às vezes me acalma

São lágrimas que teimam viver em meus olhos e no meu rosto rolar

Outras vezes me deixam triste e me ensinam verdades

Ninguém as vê brotar dos meus olhos pois saem da minha alma

Machucada, precisando de um amor para acalentar.



Creio no riso e nas lágrimas como antídotos

Contra os meus medos e minhas tristezas atrozes

Lágrimas que rolam no meu rosto ou lágrimas ocultas

Que teimam e não me deixam sorrir

E me impedem ver, as estrelas no céu cintilarem.


Com sorriso disfarça as lágrimas de saudade

Por alguém distante ou ausente do coração

Distante assim meu sorriso é triste

E quando as lágrimas persistem em cair

Abro meu coração e deixo a felicidade entrar.



Como mágica que transforma dor em alegria

O sorriso enorme surge no meu rosto

Ao sentir teu toque ou ver teu olhar ardente

Fruto de um amor que invade o meu peito.


Em meio às lágrimas e sorrisos de felicidade

Ressurge mais uma vítima de um amor

Que ninguém pode descrever,

Um amor infinito enquanto dure.

PENSAMENTOS DE REFLEXÃO Autora: Profª Lourdes Duarte

Visitem meu canal do YouTube e encontre mensagens reflexiva, de otimismo, fé e lindas poesias.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

TRACE NOVOS CAMINHOS




Trace novos caminhos, não ande apenas pelos caminhos já  traçados, pois eles conduzem somente até onde os outros já foram. Inove, busque novos caminhos, construa-os mesmo que encontre obstáculo, retire-os e siga em frente porque lá na rente outro sol irá brilhar e um novo horizonte lhe espera.

Profª Lourdes Duarte

ace novos caminhos, não ande apenas pelos caminhos traçados, pois eles conduzem somente até onde os outros já foram. Inove, busque novos caminhos, construa-os, mesmo que encontre obstáculo, retire-os e siga em frente porque lá na rente outro sol irá brilhar e um novo horizonte lhe espera.
Profª Lourdes Duarte

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

A VIDA SEM A LUZ DIVINA É EFÊMERA...






A vida sem a luz Divina é efêmera. É como as sementes que nunca brotam, mas nunca é tarde para voltar-se para Deus e fazer dela um jardim florido com flores que vivem a vida inteira até que, pétalas por pétalas, tranquilas, se entregam ao vento.
Agradeçamos ao Pai pela vida, que mesmo efêmera, aos olhos dos homens é valiosa aos olhos de Deus.

Prof Lourdes Duarte





VIVER É TRANSFORMAR DOR EM ALEGRIA...






Viver é transformar a dor em alegria, é redescobrir coisas belas onde parece impossível, é lutar pelos seus sonhos, é ter fé, acreditar que as tormentas irão passar é ver a vida com os olhos do  coração e fazer das coisas simples mil motivos para sorrir.

Profª Lourdes Duarte

terça-feira, 19 de agosto de 2014

POESIA " AMOR COMO SOL DE VERÃO" Autora: Profª Lourdes Duarte


AMOR COMO SOL DE VERÃO
Autora: Prof Lourdes Duarte

Pode ser delírio ou até loucura
Esse sentimento que me atordoa e mexe com meu ser
Contudo, só sei que o sangue ferve nas veias
Num simples toque de carícias das tuas mãos
Ou no teu jeito simples ou avassalador de me olhar.

Contigo o céu fica mais azul e o verde mais vibrante
Mesmo com o sol de verão ardendo em brasa
A sinfonia dos pássaros fica muito mais harmônica
Comparando as batidas descompassadas do meu coração
A pulsar descontrolado por ti.

Como um fanatismo ou amor ardente
Atordoando meu coração
Sinto, que entre nós há uma forte ligação espiritual,
Um amor que transcende o infinito
Um amor que arde como sol de verão.

OS DESAFIOS DA VIDA



A cada dia somos desafiados a vencer obstáculos nos superando diante dos atropelos da vida. Mas para sermos vencedores, temos que ser otimistas e ser donos de si mesmo. É ter coragem de transformar os sonhos em realidade.
Prof Lourdes Duarte

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

PAZ E FELICIDADE






Ainda que tudo pareça conspirar contra tua paz e felicidade, não permita que as tuas dificuldades e problemas do dia a dia se transformem em  tristezas, entorpecendo de amargura o teu viver.

Prof Lourdes Duarte

domingo, 17 de agosto de 2014

POESIA "APENAS UMA ROSA VERMELHA"



video

APENAS UMA ROSA VERMELHA
(Autoria Profª Lourdes Duarte)

Em meio aos atropelos da vida
O cupido me flechou
Plantando no meu coração
A semente de um grande amor.


Queria eu, estar do teu lado agora
Que os meus desejos fossem a continuação dos seus
Meu amor, te tocar e ser tocada
Sussurrar baixinho nos teus ouvidos e dizer
Estou pronta para te amar por inteira.


O Impossível tornar-se realidade
Te amar na intensidade dos amantes
Mas nada é verdadeiro, são apenas devaneios
Pois em meus sonhos é que te tenho por inteiro.


Resta-me apenas uma rosa vermelha
Como lembrança do nosso primeiro encontro
Momento único e sublime que marcou
Sentimento forte e inebriante
Já está cravado no coração de uma sonhadora.
Resta -me, apenas uma rosa!


MENSGENS DE OTIMISMO E REFLEXÃO