Seguidores

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

LUA COR DE PRATA



LUA COR DE PRATA


Autora: Profª Lourdes Duarte

Lua! Óh! Lua cor de prata
Cintilando entre as estrelas
Testemunha dos enamorados
Trocando afagos ao te contemplar


Olhares vagueiam na imensidão da noite
Sobre a luz do luar
Que inebria corações apaixonados
Em momentos únicos e singulares. 


Lua cor de prata com raios a cintilar
Dourando os cabelos de jovens apaixonadas
Misturando-se com seu doce olhar. 


Óh! Lua, se eu pudesse ter asas e me transportar
Deitar no teu leito de prata
De perto te contemplar
Junto com meu amor, Oh!! Lua singular.





Imagens retiradas do Google

6 comentários:

  1. Apaixonante esse "estar com a lua prateada e o nosso amor"!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Oi Professora Lourdes!Boa tarde!
    A lua é sempre inspiradora de coisas belas...Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Ane, a lua não é só dos namorados é também dos poetas. bjuss volte sempre.

      Excluir
  3. Oi, querida Lourdes!

    Lindo e romântico poema, onde a lua, é de novo chamada "à baila", porque cria na poetisa todo o ambiente para escrever seu texto, e ao mesmo tempo dar prazer a quem a lê.

    A lua é dos enamorados e terá sempre o seu misticismo. Com ela se iluminarão e nela se deitarão, fazendo o amor, que tanto querem.

    A lua é única, de facto, mas não sei se será assim tão singular. A acho bem plural, até.

    Uma agraciada semana.

    Beijos da Luz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luz, que bom que esta grande poetiza aprova os meus poemas símples. Grata querida, volte sempre!! Bjuss

      Excluir

Obrigada pela visita e por deixar comentário. Sua participação é muito importante, volte sempre.