Seguidores

quinta-feira, 22 de maio de 2014

ANDARILHO NA ESTRADA DA VIDA






ANDARILHO NA ESTRADA DA VIDA
Autora: Profª Lourdes Duarte


Sou andarilho na estrada da vida
aprendendo com os erros ou acertos
Com amor ou desamor, ora sofrido
Às vezes, exausto, paro cansado,
Dou asas ao destino, mesmo sofrido.


Com mais luz e menos escuridão
Retiro as pedras e corto os espinhos
Numa luta insana, alegre ou feliz
Cuido das flores e rego as dores
Mesmo de coração, feliz ou ferido.


Retomo o fôlego mesmo cansado
Depois, levanto e prossigo
Seduzido pelos encantos da vida,
Sigo em frente!
Em busca dos sonhos perdidos.


Cheio de fé, sigo a caminhada
Um passo e mais outro adiante
Quando parar, não sei! O que sei,
Que o Criador é quem nos guia,
E assim Prossigo.


Mudar o rumo quando for preciso
No meu ritmo, do meu jeito,
Um passo de cada vez,
 Sempre a diante
Seguindo a voz  do coração ,
 Feliz ou ferido.


Não é fácil, prosseguir a jornada
Como andarilho sigo a caminhada
Olhando o caminho percorrido e seguindo
Vislumbrado com  novas estradas
Em busca da felicidade





4 comentários:

  1. Muito bom, amei a poesia, Da vida somos todos andarilhos e peregrinos.
    bjssss

    ResponderExcluir
  2. Amei a poesia, sou mesmo um andarilho na estrada da vida, retiro as pedras e corto os espinhos
    Numa luta insana, alegre ou feliz, desse jeito como descreveu poeticamente tão bem. Parabéns professora Lourdes!
    Antônio Carlos, amante a poesia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita, que bom que gostou da poesia e ama a poesia. Volte sempre, abraços

      Excluir

Obrigada pela visita e por deixar comentário. Sua participação é muito importante, volte sempre.